CCRE

O CENTRO DE COMUNICAÇÃO E REPRESENTAÇÃO ESPACIAL (CCRE) é um grupo de investigação aberto, que integra estudos e trabalhos diversificados através dos seus diferentes sites e plataformas. Tem como objectivo granjear o interesse e colaboração de indivíduos provenientes de uma diversidade de instituições e campos de estudo para a linha de investigação Espaços de Cidade e Cultura, que abarca projetos nas seguintes áreas: a) Fotografia Documental e o uso crítico das imagens como instrumento de análise e investigação em Arquitetura, Cidade e Território; b) Linha Editorial scopio sobre Fotografia Documental e Artística de Arquitetura, Cidade e Território c) Tecnologias de Comunicação (TIC) para o trabalho colaborativo, design e educação nos campos da Arquitetura e das Artes.

O CCRE tem como principal missão desenvolver atividades relacionadas com a linha nuclear de investigação Espaços de Cidade e Cultura, que integra vários projetos na área do editorial, Fotografia e plataformas colaborativas abertas ao público, facilitando a comunicação na investigação e promovendo a interação entre as universidades, grupos de investigação, instituições públicas e público em geral. 

O universo do grupo de investigação está relacionado com a compreensão da imagem e o seu uso enquanto método e meio de representação, explorando a arte digital e estratégias de comunicação que permitem novas formas de se compreender e interagir com diversos espaços públicos e ainda a fotografia como instrumento de investigação nos campos da Arquitetura, da Cidade e do Território. Tem como objetivo melhorar a comunicação entre os vários elementos do grupo, ligando o mundo virtual da Internet e os espaços físicos onde as pessoas vivem e  trabalham, e oferecer novas perspetivas sobre esses lugares através de estudos e críticas visuais.

AAI 

O projecto Arquitetura, Arte e Imagem (AAI) assume-se como um importante fórum de divulgação, debate e reflexão sobre Arquitetura, Arte e Imagem.

O AAI visa promover iniciativas diversas que ajudem à difusão e análise crítica global em torno da prática e disciplina da Arquitetura e da Arte em geral, com especial incidência sobre o mundo da Imagem, procurando diversos cruzamentos entre estes três universos. Propõe-se, em concreto, explorar a forma a imagem se poderá constituir como um meio capaz de atravessar fronteiras e deslocar limites entre diferentes problemáticas e áreas disciplinares da Arquitetura e da Arte. Procura-se uma compreensão abrangente sobre o mundo da Arquitetura enquanto prática e disciplina que opera, por um lado, no espaço real, influenciando a nossa experiência perceptiva e explorando novos códigos e formas espaciais e, por outro lado, que opera dentro de sistemas mais abrangentes, de natureza artística, sócio - cultural, técnica, política e histórica.

Tem especial importância para este projeto a ligação da Arte com a Arquitetura, em especial  o conhecimento Técnico e Artístico e a sua ligação com a Arquitetura, no sentido em que o descreve Carlos Martí  Arís  a respeito da teoria do projeto e da sua articulação com a prática, isto é, a  possibilidade de criação de um conhecimento objectivo e  transmissível no campo da  atividade artística.

O Projeto entende a imagem e / ou desenho e fotografia como instrumentos críticos e inquisitivos utilizados para representar e perceber a arquitetura, bem como a forma como esta se transforma e reflete as diferentes identidades e universos culturais a que dá forma.    Tal entendimento implica a exploração da imagem como um instrumento de desígnio, no universo da prática e cultura arquitetónica e artística, capaz de explorar ideias de projeto e simular o espaço. O Projeto procura pois entender de que forma as imagens conseguem ampliar a prática e a teoria de arquitetura para além das limitações da sua materialidade física e construtiva, ou seja,  como se processa a focalização na imaginação e nas imagens em arquitetura.

scopio Editions

A  scopio Editions  é uma editora que reconhece o desenho e a arquitetura como partes integrantes do universo da Imagem e visa realçar um conjunto de outras expressões artísticas que se entrelaçam com a memória e direcionam o desígnio do criador. Reconhecendo um enorme potencial na ideia de se combinar e explorar os mundos do desenho livre (desígnio), do  desenho  para construir, da maqueta física e da fotografia, a scopio Editions aposta na utilização da fotografia, em conjunto com outros suportes e instrumentos de concepção e representação visual, para as diferentes fases do processo de projeto e construção em Arquitetura.

A scopio Editions,  enquanto parceira no Drawing and Photography International Contest (DPic) Architecture, Art and Images (AAI) - UTOPIA500, dará apoio à organização do concurso no que diga respeito ao design e suportes de divulgação do evento e assegurará a publicação do catálogo da exposição itinerante dos 20 melhores trabalhos do concurso 

UTOPIA500

UTOPIA500: Programa Comemorativo dos 500 Anos da Publicação de Utopia, de Thomas More é o título genérico de um conjunto de ações – de formato, género e dimensão diversos – que vão ser concretizadas a nível global ao longo de 2016. O Programa é organizado por investigadores do CETAPS – Centre for English, Translation and Anglo-Portuguese Studies (Universidades do Porto e Nova de Lisboa)

Utopia500 propõe atividades multidisciplinares, capazes de invadir os espaços das escolas, museus, bibliotecas e cidades de um número significativo de países, de captar o interesse do público e de tornar evidentes os muitos caminhos de transformação possíveis. O Programa procura entusiasmar, envolver e implicar todos, tornando clara, junto dos cidadãos do maior número possível de países, a utilidade da ideia da utopia: é ela que nos faz caminhar.

A gestão do programa é feita através de um site (utopia500.net) que oferece informação sobre as mais diversas atividades, organizadas nos diversos países. O site promove ainda concursos em diferentes áreas e fornece links para material informativo e pedagógico relevante. O  projeto está ainda a ser amplamente promovido nas redes sociais, contando com o trabalho empenhado, ao longo do ano de 2016, de 40 Estagiários do Programa de Mobilidade Erasmus +.

Através da parceria com o CCRE, o AAI, a scopio Editions e Óbidos – Vila Literária, o Programa Utopia500 visa criar um concurso que evidencie a importância da forma de pensar utópica para o mundo da arquitetura, inspirando jovens de todo o mundo a refletirem sobre formas alternativas de organização dos espaços, bem como sobre a influência que esses espaços poderão ter na vivência social.

CETAPS

O CETAPS - Centre for English, Translation, and Anglo-Portuguese Studies, da Faculdade de Letras da Universidade do Porto e da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa é um centro de investigação financiado pela FCT que congrega 63 investigadores doutorados e 67 jovens investigadores na área dos Estudos Anglo-Americanos e Anglo-Portugueses. O CETAPS tem seis grupos de investigação principais. Publica 5 periódicos eletrónicos, organiza 5 bases de dados e tem vindo a investir, de forma sistemática, na construção de um Laboratório Digital para as Humanidades.

O Programa Utopia500 está a ser desenvolvido no âmbito da linha de investigação “Mapping Dreams”, que no passado esteve envolvida em projetos de extensão universitária de grande impacto.

Óbidos – Vila Literária

O Projecto da Vila Literária de Óbidos é uma iniciativa da Ler Devagar, que teve a assessoria na programação das Produções Fictícias e o apoio da Câmara Municipal de Óbidos e da empresa municipal de gestão de bens culturais Óbidos Criativa. Com uma presença permanente de agentes e de dinâmicas na área do livro, em diferentes suportes, a Vila Literária promove a cultura da escrita e da leitura em atividades como festivais, apresentações, encontros, representações, projeções, concertos, sessões de leitura e de escrita.

Em 2015, a UNESCO classificou Óbidos como uma “Vila Literária”. O Festival Folio, realizado em outubro desse ano, contou com mais de 30.000 visitantes.

Em 2016, o Festival Folio terá como tema genérico a ideia de Utopia.